31 de março de 2014

Aline Barros se pronuncia após a morte de seu baixista



Pela primeira vez desde que Fofão sofreu um AVC, Aline Barros se manifestou sobre o caso do colega de trabalho, que a acompanhava a dez anos.

Ainda não se sabe o motivo, mas Aline só foi as redes sociais para falar sobre o músico, depois de sua morte.

Fofão faleceu no último sábado, depois de ficar internado por 35 dias.

Em sua página no Facebook, Aline Barros publicou uma nota, que foi também reproduzida em seu site oficial.

Leia a nota na integra:

Quando lembro do nosso fofão João Paulo, trago a memória uma historia linda! Uma pessoa de caráter que amava a família, sempre com um sorriso no seu rosto, sempre com uma palavra que contagiava todos a sua volta, servindo e exaltando a Deus acima de todas as coisas com seu talento e o dom que o próprio Deus lhe presenteou.

Sabia de fato louvar ao Senhor e fazia do seu contrabaixo um instrumento de guerra… Deus o havia colocado ali no nosso time e tinha um propósito…
Eu sabia que ele de fato era um soldado na retaguarda em que eu poderia contar para destruir com as obras do inferno por onde a gente passava.

Seu jeito de ser atencioso com todos, sua alegria contagiante era algo impressionante, mesmo em tempos difíceis ele permanecia firme e confiante no seu Deus e sua alegria ninguém tirava, nem mesmo as cartas de intimidação do inimigo, nada o abalava…

 Fofão sempre estava sorrindo e muito feliz… Sua alegria expressava toda sua força no Senhor! Um exemplo para todos ali naquela equipe. Dos seus lábios nunca ouvi murmuração ou palavras que pudessem entristecer o Senhor… Sempre abençoando pessoas e honrando seus líderes…

É, fofão foi realmente muito especial e eu me orgulho de ter conhecido e ter tido a oportunidade de caminhar muitos anos ao lado de uma pessoa incrível que me ajudou a levar a mensagem do evangelho através das canções, quantas pessoas foram restauradas, voltaram para Jesus, famílias que voltaram a sonhar… Meu Deus, tenho tantos testemunhos para contar…!

Fofão, homem segundo o coração de Deus, fez diferença no seu tempo porque havia vida e a vida em abundância de Jesus dentro dele, ele não deixou morrer enquanto viveu. Um músico que eu aprendi a amar, respeitar e honrar.

Pra sempre lembrarei de você como o baixista mais fofo do meu coração!

“A morte não é a maior perda da vida.
A maior perda da vida é o que morre dentro de nós enquanto vivemos.” (Pablo Picasso)

Jesus disse:
Joao 11:25-26
“Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim ainda que morto viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá.”

Aline Barros.

"Nossos sentimentos, e que Deus conforte a família de Fofão".


JUNTE-SE A NÓS

LEIA MAIS SOBRE