5 de março de 2014

Criticas rondam o DVD 'Liberta-me', da Fernanda Brum


A Mk está prestes a lançar mais um DVD da cantora e pastora Fernanda Brum. Gravação essa que ocorrera dia 31 de agosto de 2013 em Recife.

Tenho lido algumas críticas e até mesmo comentários maldosos a respeito deste dvd, e até mesmo do cd de mesmo nome: Liberta-me. Muitos dizendo que o cd não emplacou músicas nas igrejas, que a Fernanda já não vende como antes, e que provavelmente este dvd não será bem aceito pelo publico. E mais, MUITAS críticas sobre a capa do DVD.

Refletindo sobre o assunto, fiquei me questionando, ou melhor, questionando o motivo dessas criticas, e cheguei a uma conclusão(não sei se é a mesma de vocês). Cheguei a conclusão que a maioria das pessoas estão buscando "água" em uma mesma fonte.

Será que os cantores terão que gravar o mesmo estilo para vender? Será que todo cd é preciso ter aquelas músicas chiclete que todas as igrejas cantam para ser bom? Será que os(as) cantores(as) estão fadados a cantarem um só tema/estilo?

Acredito que precisamos abrir nossos olhos para as novidades que estão acontecendo e sempre aconteceram na música. Quantos estilos/músicas que fizeram "sucesso" no passado, hoje é lembrada como "cafona"? Podemos enumerar várias, certo?

Novidade normalmente é algo sempre estranho. Temos medo de arriscarmos, de gostar do desconhecido. E é ai que geramos o preconceito, julgamos antes de conhecer. E as vezes mesmo conhecendo, gostando, não damos o braço a torcer, pois é mais comodo permanecer em nossa"zona de conforto", é moda e da "Ibope" só criticar a MK Music.

Eu particularmente acompanho a carreira da Fernanda Brum a muito tempo, e hoje mesmo não fazendo parte de nenhuma igreja, acompanho e compro seus cds. Se houve mudança? Acredito que sim. Mas quem consegue permanecer igual sempre?

Tenho o cd Liberta-me, e de verdade, gosto muito dele. Possui músicas fortes, e que nos faz pensar. As letras são sim diferentes de outros cds, porem isso é questão de interpretação, leitura. Muitos não entendem o que ela canta, pois simplesmente não sabem o seu significado.

Sobre a capa do DVD, muitos ainda colocam a culpa na Marina de Oliveira, mas todos estão cansados de saber(acredito eu) que ela raramente está realizando este tipo de trabalho na MK. Mas, mesmo se tivesse sido ela, eu gostei muito da capa. Simples, limpa e com a mensagem clara e direta.

Milhares de cópias vendidas não mostra a qualidade de um trabalho. E mesmo se fosse, o cd Liberta-me já é disco de Platina, por mais de 80 mil cópias vendidas. E ainda dizem que o cd não vendeu muito. Vai entender. Será que se esquecem da pirataria e da música eletrônica? Pensem.

Sendo assim, o que nos resta é esperar o lançamento do DVD Liberta-me, que será lançado segundo a MK em Abril, e dessa forma cada um vai tirar a sua conclusão!

ADMINISTRADOR DANYLLO OLIVEIRA| FACEBOOK 



JUNTE-SE A NÓS

LEIA MAIS SOBRE