25 de março de 2014

Jogos Vorazes: Em Chamas | Filme 2013 | ANÁLISE | CRÍTICA | TRAILER



Com uma fotografia incrível e uma continuação emocionante e muito aguardada, Jogos Vorazes em Chamas, pode ser considerado até aqui, uma das melhores franquias depois de Harry Potter e Senhor dos Anéis.

Após o final bem fechado e surpreendente do primeiro filme, todos que não leram o segundo livro, não tinham ideia de como a autora Suzanne Collins iria desenvolver a história. Me lembro que quando ouvia falar, via anúncios ou coisas relacionadas ao filme, não me interessei de cara, achava que era muito esquisito e confuso. Um belo dia sem nada pra fazer e assistir, decidi sentar e ver o primeiro filme, fiquei encantado e doido para assistir o próximo, principalmente por se tratar de um filme com uma proposta nova, não imitando ninguém, sem intenção ou fluência de outras sagas e isso costuma a me atrair.

Além dos belos efeitos especiais, o principal sentimento ao assistir esse filme é EMOÇÃO, trazer a desigualdade social de forma tão clara e pesada (no bom sentido) ressaltando também os principais pecados capitais, te fazendo pensar nos limites do ser humano em certas situações, é intrigante.

O que marca as belas cenas de 'Em Chamas' são os figurinos originais da saga. Não são épicos, nem futurísticos, nem datáveis. Alguns podem ate virar vestimenta de famosos daqui a um tempo e outros tão bregas que nunca poderiam ser usados em nenhuma época. Não somente os figurinos diversificados, mas acompanhado deles temos personagens originais e marcantes, com gestos e falas próprias.

Pode ficar tranquilo, nesse filme é impossível se ter sono, a linha de suspense dele é continua e a aflição pode parecer intensa em algumas partes do filme, e a trilha é umas das responsáveis por isso, pela excelente qualidade e perfeito encaixe com as cenas, principalmente pelas maioria das vezes você não saber o que vai acontecer.

O elenco não é o ponto forte, mas o núcleo principal da conta do recado, ressalto a interpretação de Stanley Tucci com o personagem Apresentador Caesar Flickerman, da atriz Elizabeth Banks como a maluca Effie Trinket, do atores Philip Seymour Hoffman e Donald Sutherland da cúpula dos Jogos, além dos principais Jennifer Lawrence (Katniss Everdeen) e Josh Hutcherson (Peeta Mellark).

O ponto fraco, foi o final idêntico ao Crepúsculo 'Amanhecer parte 1, ela deitada com os olhos abertos olhando pra câmera. Mas isso não faz 'Em Chamas' perder seu mérito.

TRAILER


JUNTE-SE A NÓS

LEIA MAIS SOBRE